sábado, março 31

Comento!

Quem me conhece sabe da minha paixão por botões! Os meus amigos trazem-me botões de qq parte do mundo! Assim os haja!
Mas... vou confessar que sou forreta a gastá-los! Gosto de olhar para eles, despejar os frascos e contá-los, separá-los por cores, formatos, etc., etc.
Há uns tempos atrás entrei numa loja na Baixa, sim, daquelas antigas, pequeninas, e o senhor vendeu-me duas caixas com botões antiquíssimos por um preço bem simpático!

Nem comento!



atelier

Este foi o 1º trabalho feito e fotografado no meu...atelier!
A bolsinha verde.

Em Dezembro


a avó Zida tinha-me encomendado esta para a neta Cuca

uma bolsinha



Esta é a bolsinha que fiz, a pedido da minha amiga Rosário, para ela oferecer a uma menina.
Falta-me saber o nome dela. Quando souber, eu digo-vos.

segunda-feira, março 26

Este mês ainda não tinha acontecido...

... um daqueles trambolhões que me são tão familiares! Ainda por cima à porta do meu centro de saúde!
Não sei se foi melhor ou pior do que é costume. Mas a verdade é que tinha consulta com o médico de família (gosto da expressão) às 18H15. Como estava nas Amoreiras tinha um autocarro direitinho para a porta do centro. Fui para a paragem às 5horas e o bendito apareceu às 5H20. Perguntei ao motorista se estaria no meu local de eleição até as 6 e o senhor disse-me que não sabia, mas era mais certo que não. Tinha uma margem de 15 minutos, e aquele autocarro não faz muitas paragens. Mesmo assim, enviei um sms à Joana a pedir-lhe que ligasse a avisar que eu não deveria chegar à hora marcada. Aviso encaminhado, fiquei mais tranquila. Mas como não me apetecia nada chegar ao senhor-doutor stressada, saí do bus na av. do brasil e fiz o resto da viagem de táxi. Cheguei como queria: eram seis horas e quase cinco minutos! Boa! Atravessei a estrada, e quando me dirigia para o destino, dou de caras com o autocarro na paragem! Sim, o que tinha abandonado uns minutos atrás! Quis ter a certeza que era mesmo o motorista com quem falei! Aí dá-se o célebre trambolhão!Resultado: calças rasgadas (as minhas queridas calças pretas de bombazine) no joelho mais o dito joelho! E mais a mão! Até o interior da minha cabeça chocalhou! E mais 5 euros pró táxi! Claro que depois o meu joelho e a mão tiveram tratamento pouco usual - sentadinha na marquesa, com direito a senhor enfermeiro a desinfectar, etc.
Só vos digo mais uma coisa: se calhar foi castigo, porque comprei uns iogurtes líquidos para a Joana, dos que ela gosta - adágio de morango... mas que eram picantes! A moça costuma bebê-lo de manhã, a conduzir... estão a ver o resto?

sexta-feira, março 23

foi a vez da Rita


As batatas com bacon no forno, feitas pela madame* Rita, são de ... não resistir!

* nesta língua, porque os trapinho vieram da cidade-luz!

Cuca na cozinha

Notícias recentes, fidedignas, dão como certa uma futura concorrente aos cozinhados da avó Zida!



Este foi dos aventais que mais gosto me deu fazer!

Porque não contar burros?

Mais uns burros, em versão lençol cama de bébé.
Estava eu, então, toda virada prós burricos! Este anda por Londres!

Este avental foi direitinho prá minha amiga Anocas!

Janela

É verdade, vou abrir a minha janela pró mundo!
Quero mostrar o que faço, o que vou aprendendo...
De há uns tempos a esta parte
tenho tido a oportunidade de dar livre curso
ao meu pensamento e agora, com um novo espaço - o meu atelier,
oh! meus amigos!
Que venham as ideias!
Q os trapinhos eu já tenho!
E são bem variados para me fazerem levar mais tempo
a fazer a melhor escolha!
Não vos maço com mais prosa.
Fico por aqui.